No results.

Renato Cabral

Diretor de Filmes - SP/Brasil.
Tão sempre me chamando pra fazer umas coisas bem legais por aí.
11 95303-1152 - oruminante@gmail.com

  1. A vida é um emaranhado de nós

    Este filme é só um retrato, uma fotografia perdida no tempo, que já não lembramos a legenda. É um olhar de dentro do caos; um breve mergulho num dos estágios mais horríveis que a condição humana pode alcançar: a dor de saber que a dor não tem fim.

    Direção: Renato Cabral e Thiago Artimonte.
    Assistentes de direção: Vic Baracchini e Rodrigo Machado.
    Direção de Fotografia: Bruno Zotto e Thiago Coghi.
    1 assistente - Joe Furukawa
    2 assistente - Vinicius Guissoni
    Produção - Alexandra Marcoulakis
    Color: Ricardo Herling
    Áudio: Daniel Melito
    Trilha: Nesta Rua, interpretação e execução de Rafael Cortez (uso autorizado).

  2. De pés descalços

    Roteiro, foto e direção de Renato Cabral
    Com Ane Ávila e Maria Esmeraldina.
    Loc. Gessy Ferreira
    Arte. Lívia Fernandes e Juliana Nassar

  3. Uma carta de amor para Bia

    Um filme de Renato Cabral
    Texto e imagens.

    Música de Juliano Guerra
    "Valsinha"
    Download do disco em:
    julianoguerra.com/

    *Os direitos da música foram cedidos pelo autor para este trabalho.

    Agradecimento: Paulinho, Batuki Soluções em Áudio.

  4. Cinderella - Triathlon Movie

    Quão longe você iria para viver seu conto de fadas?
    Entre o chão e o delírio, entre a privação e o esgotamento, entre a vontade de vencer e o cheiro do fracasso, o tempo correndo e um homem numa jornada solitária.
    E entre eles, a certeza de que há apenas um ponto que deve ser alcançado: aquele em que já não há mais retorno.

  5. Onde Tudo Vale a Pena - Institucional VALE

    Criação (texto, fotografia e direção) - Renato Cabral
    Consultoria - Pedro Pletitsch
    Produtora - Centopéia Filmes.

  6. Um pôr do sol para meu pai

    Hoje é dia 27 de agosto. Dia do meu aniversário. Nesta terça-feira, lanço este filme. Um filme que é na verdade uma carta. Uma carta tão simples. Uma carta que fiz para meu pai quando ele estava doente. E nunca pude entregar. Deixo então esta carta para a Ana Clara, para que ela nunca se esqueça da nossa história. Era ele que sempre me dizia que no dia de hoje eu deveria fazer coisas grandes e especiais. Assim, hoje, este filme, UM POR DO SOL PARA MEU PAI...

    Festivais:
    Seleção oficial da 17 Mostra de Tiradentes

×

Contact

Powered by Vimeo Pro